Os Abençoados

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Mateus 23:23-39

Mateus 23.23-39

23 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!
24 Guias cegos, que coais o mosquito e engolis o camelo!
25 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque limpais o exterior do copo e do prato, mas estes, por dentro, estão cheios de rapina e intemperança!
26 Fariseu cego, limpa primeiro o interior do copo, para que também o seu exterior fique limpo!
27 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia!
28 Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade.
29 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque edificais os sepulcros dos profetas, adornais os túmulos dos justos
30 e dizeis: Se tivéssemos vivido nos dias de nossos pais, não teríamos sido seus cúmplices no sangue dos profetas!
31 Assim, contra vós mesmos, testificais que sois filhos dos que mataram os profetas.
32 Enchei vós, pois, a medida de vossos pais.
33 Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?
34 Por isso, eis que eu vos envio profetas, sábios e escribas. A uns matareis e crucificareis; a outros açoitareis nas vossas sinagogas e perseguireis de cidade em cidade;
35 para que sobre vós recaia todo o sangue justo derramado sobre a terra, desde o sangue do justo Abel até ao sangue de Zacarias, filho de Baraquias, a quem matastes entre o santuário e o altar.
36 Em verdade vos digo que todas estas coisas hão de vir sobre a presente geração.
37 Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados! Quantas vezes quis eu reunir os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das asas, e vós não o quisestes!
38 Eis que a vossa casa vos ficará deserta.
39 Declaro-vos, pois, que, desde agora, já não me vereis, até que venhais a dizer: Bendito o que vem em nome do Senhor!

Facebook - Curta nossa Página…


Com essas veementes palavras, o Senhor condena solenemente aqueles que podemos designar como o "clero" de Israel. Esses guias cegos eram duplamente culpados, pois não entravam no reino dos céus e também abusavam da sua autoridade para impedir que outros entrassem (v. 13). Escrupulosos em extremo por pequenas coisas, negligenciavam as mais importantes: a justiça, a misericórdia e a fé (v. 23). Além disso, a sua máscara hipócrita enganava as pessoas simples que neles depositam sua confiança. Muito indignado, o Senhor Jesus revela-lhes a sua verdadeira face: são sepulcros caiados (mortos interiormente), são "serpentes", assassinos e filhos de assassinos.

Antes de sair do templo, esta casa onde Deus já não mais tinha Seu lugar (deixando-a assim deserta - sem a presença divina), Jesus expressa em termos muito tocantes o juízo que iria recair sobre Jerusalém. Creio que podemos compreender um pouco o que foi para Seu coração divinamente sensível o desprezo à graça que Ele oferecia. "Mas estes não quiseram!" (cap. 22:3; Oséias 11:7). Catastróficas palavras! Quem dentre os que as ouvirão um dia poderá reclamar de Deus a culpa por sua aflição eterna? A salvação em Cristo foi e ainda está sendo oferecida. Mas muitos não querem aceitá-la. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Participe e ganhe!

Nos Acompanhe!

Facebook - Curta nossa Página…

Tecnogospel

Missões e Evangelismo

Vivos! O site da fé Cristã!

Publicidade

Divulgador

Publicidade