Os Abençoados

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Mateus 21:18-32

Mateus 21.18-32

18 Cedo de manhã, ao voltar para a cidade, teve fome;
19 e, vendo uma figueira à beira do caminho, aproximou-se dela; e, não tendo achado senão folhas, disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti! E a figueira secou imediatamente.
20 Vendo isto os discípulos, admiraram-se e exclamaram: Como secou depressa a figueira!
21 Jesus, porém, lhes respondeu: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não somente fareis o que foi feito à figueira, mas até mesmo, se a este monte disserdes: Ergue-te e lança-te no mar, tal sucederá;
22 e tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis.
23 Tendo Jesus chegado ao templo, estando já ensinando, acercaram-se dele os principais sacerdotes e os anciãos do povo, perguntando: Com que autoridade fazes estas coisas? E quem te deu essa autoridade?
24 E Jesus lhes respondeu: Eu também vos farei uma pergunta; se me responderdes, também eu vos direi com que autoridade faço estas coisas.
25 Donde era o batismo de João, do céu ou dos homens? E discorriam entre si: Se dissermos: do céu, ele nos dirá: Então, por que não acreditastes nele?
26 E, se dissermos: dos homens, é para temer o povo, porque todos consideram João como profeta.
27 Então, responderam a Jesus: Não sabemos. E ele, por sua vez: Nem eu vos digo com que autoridade faço estas coisas.
28 E que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Chegando-se ao primeiro, disse: Filho, vai hoje trabalhar na vinha.
29 Ele respondeu: Sim, senhor; porém não foi.
30 Dirigindo-se ao segundo, disse-lhe a mesma coisa. Mas este respondeu: Não quero; depois, arrependido, foi.
31 Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram: O segundo. Declarou-lhes Jesus: Em verdade vos digo que publicanos e meretrizes vos precedem no reino de Deus.
32 Porque João veio a vós outros no caminho da justiça, e não acreditastes nele; ao passo que publicanos e meretrizes creram. Vós, porém, mesmo vendo isto, não vos arrependestes, afinal, para acreditardes nele.

 
Facebook - Curta nossa Página…

A caminho para Jerusalém, o Senhor realiza um milagre que, excepcionalmente, não é um milagre de amor, mas um sinal de juízo. Consideremos esta figueira: apenas folhas e nada mais! Tinha uma bonita aparência, mas nenhum fruto sequer! Esta era a condição de Israel... e de muitos que se dizem cristãos! Este milagre foi a oportunidade para que Jesus recordasse a Seus discípulos o poder da oração da fé.

Logo depois, Ele entra no templo, onde os principais sacerdotes e anciãos do povo desafiam Sua autoridade. Através de uma pergunta, o Senhor dá-lhes a entender que são incapazes de reconhecer essa autoridade se não reconhecerem primeiro a de João Batista. Como o segundo filho da parábola (v. 28-30), os líderes do povo diziam-se cumpridores da vontade de Deus. Mas, de fato, era para eles letra morta (Tito 1:16). Ao contrário, outros que eram anteriormente rebeldes, pecadores notórios, arrependeram-se após terem ouvido a voz de João, e fizeram a vontade de Deus. Os filhos de pais crentes correm o risco de serem precedidos no céu por muitas pessoas às quais hoje menosprezam ou são condescendentes (cap. 20:16). Pensemos todos em nossa grande responsabilidade!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Participe e ganhe!

Nos Acompanhe!

Facebook - Curta nossa Página…

Tecnogospel

Missões e Evangelismo

Vivos! O site da fé Cristã!

Publicidade

Divulgador

Publicidade